Personalidade

Apresentação do conceito de Personalidade: O tema da personalidade tem exercido um enorme fascínio quer pela sociedade em geral, como pelos psicólogos. Ao longo dos…

Conceito de Personalidade

O tema da personalidade tem exercido um enorme fascínio quer pela sociedade em geral, como pelos psicólogos. Ao longo dos tempos o seu estudo tem encontrado destaque na tradição clínica; tradição gestáltica; teoria experimental e da aprendizagem; tradição psicométrica e na genética e fisiologia.

Do ponto de vista mais leigo, existem vários sentidos nos quais a personalidade é empregue, contudo sobressaem duas correntes. A primeira equipara a personalidade às capacidades ou competências sociais – a personalidade seria avaliada pela forma como o indivíduo consegue efetivamente elicitar reações positivas em várias pessoas e circunstâncias. A segunda equaciona a personalidade como uma impressão mais vincada que gera nos outros (por exemplo, quando se diz que alguém tem uma “personalidade agressiva”). Em ambas as correntes, as pessoas criam as suas impressões dos outros, traçando a sua personalidade, através de uma qualidade ou atributo típicos do sujeito.

Os psicólogos têm avançado uma multiplicada de significados para a personalidade, que tornam difícil chegar a uma grande definição. A título ilustrativo, Allport (1937), selecionou quase 50 definições diferentes de personalidade.

Contudo, serão diferenciadas apenas dois grandes tipos de definições da personalidade; uma perspetiva biossocial, que tem correspondência com o ponto de vista leigo, que percebe a personalidade como o “valor da impressão social” provocado pela pessoa, ou seja, a reação dos outros à pessoa definiria a sua personalidade. Esta visão é contestada por reduzir o individuo às reações que este provoca no outro. Assim, surge a definição biofísica, que perspetiva a personalidade como representante das características ou qualidades do sujeito, e constituída por um lado orgânico, assim como um lado aparente.

As definições de personalidade variam de acordo com preferência teórica. No entanto, fica como exemplo a definição de Allport que diz que “personalidade é o que um homem realmente é”, ou seja, o que é típico e característico em cada um de nós.

Segundo o DSM-IV-TR, os traços de personalidade são “padrões estáveis de compreensão, relação e pensamento acerca do meio envolvente de si próprio, que exprimem numa gama variada de contexto de natureza social e pessoal”. No que à psicopatologia respeita, as perturbações da personalidade seriam, assim, causadas pela inflexibilidade e desadaptação desses traços, gerando incapacidade em termos funcionais ou sofrimento subjetivo.

551 Visualizações 1 Total
551 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter