A Psicanálise de Crianças

Apresentação da obra ‘A Psicanálise de Crianças’, 1933

A Psicanálise de Crianças (1933), é uma das obras mais notáveis da psicanalista Mélanie Klein (1882 – 1960). É a obra que revolucionou a psicanálise de crianças e a teoria psicanalítica no geral, através de conceitos novos que tanto engrandeceram a ciência como também são atualmente de grande mais – valia para o processo de cura e para qualquer processo diagnóstico em psicologia clínica. Salientamos alguns desses conceitos: posição esquizo-paranóide, posição depressiva, super-ego arcaico, reparação simbólica, entre outros.

Mélanie Klein, protagonista do kleinismo, ampliou a visão freudiana, remontando à especificação conceptual da infância desde o nascimento, passando pelas perturbações graves tais como as psicoses nos casos mais extremos do autismo e da esquizofrenia, até à neuroses de angústia. Lançou um original foco sobre o tratamento de crianças muito pequenas e reelaborou a teoria da sexualidade freudiana, numa época em que o tratamento de crianças pequenas era considerado inútil. Conceptualizou o Super-Ego arcaico e fez a diferenciação muito específica do desenvolvimento sexual da menina e o do menino.

É uma obra com descrição de vários casos clínicos, com descrição da técnica analítica original de Mélanie Klein. Também nessa obra, poderá ler-se as diferentes teorias que se vão esboçando ao longo do livro e as suas diferentes argumentações assentes na prática descrita.

666 Visualizações 1 Total
666 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter