Jornalista

Noção, atividade, características e formação de um jornalista

jornalistas

Jornalista é a pessoa que trabalha em comunicação social, responsável pela investigação e apresentação de notícias, reportagens, entrevistas, etc, ou distribuição de notícias ou outras informações de interesse coletivo.

 

Jornalista é a pessoa que se dedica de maneira profissional ao jornalismo através de qualquer meio, seja imprensa escrita, rádio, televisão ou meios digitais. Pode ainda trabalhar na área de assessoria de imprensa, comunicação empresarial, entre outras áreas do jornalismo e da comunicação social. Independentemente do local onde trabalha, o seu objetivo é informar o público. Daí que o trabalho de um jornalista esteja quase sempre associado à investigação de notícias ou problemas de interesse público e atualidade através de diversas fontes confiáveis para sua difusão.

 

O trabalho do jornalista é chamado de jornalismo. Um jornalista pode trabalhar com questões gerais ou especializar-se em determinadas áreas e cooperar com outros jornalistas na produção de publicações que abranjam muitos tópicos. Por exemplo: um jornalista desportivo pode cobrir apenas o mundo do desporto, mas estar integrado num jornal generalista.

 

O jornalista é considerado um dos principais pilares da democracia porque a sua profissão assenta em fatores primordiais como a defesa da liberdade de imprensa e liberdade de expressão.

 

Atividade de um jornalista

Um jornalista é um profissional a quem compete investigar, elaborar e redigir artigos, notícias, crónicas, reportagens, entrevistas, etc, nas mais variadas áreas. O seu trabalho baseia-se na pesquisa e recolha de informações, apurando factos de forma a conseguir informar o público.

O trabalho dos jornalistas é divulgado, posteriormente, pelos órgãos de comunicação social onde desenvolvem o seu trabalho. Desta feita, a sua atividade depende muito do meio de comunicação social onde laboram. Numa estação de rádio ou televisão, por exemplo, os textos redigidos deverão ser concisos e focados nos aspetos essenciais dos factos que são objeto de notícia, mas num jornal impresso, o jornalista já poderá abordar outros aspetos do tema em causa e apresentar a informação de uma forma mais desenvolvida, incluindo inclusive um historial que ajudará o leitor a compreender e interpretar as situações.

A linguagem que um jornalista utiliza nos vários meios de comunicação também é diferente: em rádio, por exemplo, deve preocupar-se com a sua dicção, enquanto que em televisão deve prestar muita atenção às imagens que ilustram o conteúdo, já que os dois elementos (texto e imagem) devem ser complementares de forma a levar uma informação clara e objetiva até ao público.

 

Principais características que constituem o perfil de um jornalista

 

– domínio da escrita

– boa cultura geral

– grande dose de curiosidade

– espírito criativo

– espírito de observação

– gosto pela pesquisa

– saber “ouvir” e saber perguntar

– grande aptidão para comunicar

– poder de síntese

– uso adequado dos recursos vocais

– aptidão para as relações humanas

– interesse em adquirir conhecimentos nas mais diversas áreas

– conhecimento de outras línguas

– atenção à linguagem não verbal

– boa dicção, raciocínio rápido e capacidade de improviso (para quem trabalha ou deseja trabalhar em rádio e/ou televisão)

– respeito pelo código e estatuto que regem a atividade

– observação dos seus direitos e deveres

– capacidade para lidar com o stress

– disponibilidade para trabalhar fora de horas

 

Habilitações de um jornalista

O exercício da profissão de jornalista não implica, obrigatoriamente, formação superior, mas a maioria dos empregadores prefere contratar profissionais com licenciatura.

Além da licenciatura, o jornalista pode e deve ter carteira profissional (existem condições de acesso diferentes, embora qualquer profissional possa ser detentor de Carteira Profissional de Jornalista, desde que exerça a profissão).

A nível de instrução, o ensino superior público e privado oferece um grande número de cursos (bacharelatos e licenciaturas) na área do jornalismo, ciências da comunicação e comunicação social.

 

Principais empregadores

Os principais empregadores dos jornalistas são os meios de comunicação social, ou seja, jornais, revistas, agências noticiosas, emissoras de televisão e de rádio e portais de notícias na Internet.

212 Visualizações 1 Total
212 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.