Deísmo

Deísmo é a perspetiva que considera possível descobrir Deus através da razão.

Deísmo é a perspetiva que considera possível descobrir Deus através da razão, mas que concebe Deus como um ser puramente racional e não como pessoa.

As raízes do deísmo estão ligadas a antigos filósofos gregos e particularmente à filosofia aristotélica. Mais tarde, o movimento floresce durante o Iluminismo, com o apoio de cientistas britânicos e italianos, como Isaac Newton e Galileu Galilei.

Esta perspetiva nega a Providência divina, defende que entre o homem e Deus não existe relação pessoal e defende que Deus criou o mundo mas que a partir daí deixou-o entregue a si mesmo.

Os deístas, ao contrário dos teístas e dos fideístas, recusam-se a aceitar qualquer forma de revelação como fonte de conhecimento de Deus. Para eles, os únicos conhecimentos legítimos sobre a natureza de Deus são os que derivam de processos racionais de investigação.

O deísmo, tal como o teísmo, afirma que existe um Deus pessoal e transcendente que criou o mundo e que estabeleceu as leis que o regem, mas, que ao contrário do teísmo, nega que Deus intervenha no curso dos acontecimentos do mundo seja de que maneira for e que responda às preces e necessidades humanas.

Os deístas também rejeitam a existência de eventos sobrenaturais pois para os mesmos, esses eventos, não são aceitáveis como verdades racionais.

Alguns deístas famosos na história são: Benjamin Franklin, George Washington, J. K. Rowling, John Locke, Voltaire, Thomas Jefferson e James Madison.

43 Visualizações 1 Total
43 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo