Rutura muscular

Apresentação do conceito de rutura muscular e os seus principais tipos

A rutura muscular corresponde à destruição de fibras musculares de um determinado músculo, ocorrendo habitualmente na interface entre o músculo e o seu tendão, designada por junção miotendinosa.

As ruturas musculares são muito comuns na prática desportiva e surgem através de dois diferentes mecanismos: por um lado, pode ser aplicado um trauma direto, cuja força de compressão cria uma contusão muscular; por outro lado, pode existir um estiramento do músculo, causado por excessivas forças de tensão geradas dentro do mesmo. Independentemente do mecanismo associado à lesão, existe sempre destruição de fibras musculares.

Consoante a gravidade da lesão, as ruturas musculares podem ser divididas em três graus. O grau I corresponde a uma pequena lesão, envolvendo apenas até 10% das fibras musculares, geralmente recuperável em 2 semanas. O grau II diz respeito a uma lesão moderada, existindo um comprometimento de até 90% das fibras musculares, associado a um tempo de recuperação de 4 a 6 semanas. O grau III, por sua vez, acarreta uma lesão grave, implicando uma destruição de mais de 90% das fibras musculares, que normalmente sugere uma rutura completa. A recuperação de ruturas deste grau é de cerca de 3 meses, com possível necessidade de cirurgia.

A área de músculo lesada cria uma autoreparação, formando tecido cicatricial. Este torna-se menos elástico em comparação com o tecido muscular normal, o que leva a uma maior suscetibilidade a nova lesão.

Os sintomas associados a uma rutura muscular incluem dor, edema, hematoma, tensão localizada, espasmo muscular, incapacidade de produção de força muscular e, nos casos de ruturas completas, pode ser visível a separação muscular.

54 Visualizações 1 Total

References:

France, R. C. (2011), Introduction to Sports Medicine and Athletic Training (Second Edition), Delmar, Cengage Learning (Chap. 16 , pp 323-325)

Jarvinen, T.A. et al (2005), Muscle injuries: biology and treatment, The American Journal of Sports Medicine (Vol.33, No 5, pp 745-764)

54 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo