Capilares

Conceito de Capilares: O sangue flui do coração às artérias, que se ramificam e estreitam em arteríolas. Estas são mais espessas que os capilares. Os…

Conceito de Capilares

O sangue flui do coração às artérias, que se ramificam e estreitam em arteríolas. Estas são mais espessas que os capilares. Os capilares formam amplas ramificações que dramaticamente aumentam as áreas superficiais disponíveis para a troca rápida de moléculas. Após o tecido ter sido perfundido, o sangue flui dos capilares para as vênulas (mais espessas que os capilares), e depois para as veias (parede menos espessa que as artérias). As veias levam o sangue de volta ao coração. Um capilar tem um diâmetro interno de 5 µm, com largura suficiente para um eritrócito passar.

 O papel dos capilares no funcionamento dos tecidos suscitou várias questões tais como é que os tumores estimulam o crescimento de novos capilares, e o que ativa a angiogénese durante a cicatrização de feridas.

Ao contrário das artérias e das veias, os capilares são apenas formados por uma única camada endotelial. Observam-se três tipos de capilares: os capilares contínuos são aqueles cuja parede endotelial do capilar é contínua. Nos capilares contínuos, que são os mais comuns, as células endoteliais estão juntas de tal forma que os espaços entre elas são muito estreitos (tight intercellular gaps). Estes capilares são permeáveis a moléculas de tamanhos moleculares pequenos e/ou solubilidades lipídicas elevadas (O2, CO2 e hormonas esteroides). Os capilares contínuos estão presentes na pele, músculos e tecido nervoso. Os capilares fenestrados ou viscerais são caracterizados pela presença de grandes orifícios nas paredes das células endoteliais, os quais são geralmente recobertos por um diafragma. Os capilares fenestrados são encontrados em tecidos onde acontece o intercâmbio rápido de substâncias entre o tecido e o sangue, como o rim, o intestino e as glândulas endócrinas. Os capilares sinusoides caracterizam-se por seguir um percurso sinuoso, com um calibre um pouco maior que o dos outros capilares. Também a sua parede não é contínua, contendo grande quantidade de poros. A membrana basolateral (em contacto com o espaço intercelular) é incompleta. Os capilares sinusoides encontram-se no fígado, no tecido hematopoético e no endométrio (próximo ao local de implantação do embrião).

A metarteríola é um vaso que emerge de uma arteríola e alimenta um grupo de 10-100 capilares. Ambas as arteríolas e parte das metarteríolas são rodeadas por fibras de músculo liso cujas contrações e relaxações regulam o fluxo sanguíneo através dos capilares. Tipicamente o fluxo sanguíneo flui intermitentemente através dos capilares devido às contrações periódicas dos músculos lisos (5-10 vezes por minuto) que é regulada localmente (metabolicamente) e por controlo do sistema nervoso. O fluxo sanguíneo através dos capilares depende muito do estado dos outros vasos sanguíneos que constituem a microcirculação. Assim, a vasodilatação das arteríolas que alimentam os capilares causa um fluxo capilar aumentado, enquanto a vasoconstrição reduz o fluxo capilar.

814 Visualizações 1 Total
814 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo