Dióxido de Carbono

O dióxido de carbono é um composto químico constituído por dois átomos de oxigénio (O) e um átomo de carbono (C). Quimicamente, este composto é…

O dióxido de carbono é um composto químico constituído por dois átomos de oxigénio (O) e um átomo de carbono (C). Quimicamente, este composto é representado por CO2.

A geometria molecular do dióxido de carbono é linear e este é um composto apolar. Deste modo, as interações intermoleculares são muito fracas, tornando-o um gás nas condições normais de pressão e temperatura. Gás incolor e inodoro.

O dióxido de carbono é uma substância essencial à vida dos seres vivos.

As plantas utilizam este gás para a realização da fotossíntese, processo pela qual as moléculas orgânicas são produzidas a partir de energia solar.

Também no processo de respiração celular, o dióxido de carbono é produzido a partir da reação do oxigénio com a glicose, sendo libertado por meio da expiração para a atmosfera.

A degradação da matéria orgânica realizada por microrganismos decompositores também é uma fonte de produção de dióxido de carbono.

Todos estes processos são partes fundamentais do ciclo do carbono.

A atmosfera, camada de proteção da Terra, é formada por uma mistura de gases, entre os quais se destaca o dióxido de carbono. Este gás é responsável pelo efeito de estufa na atmosfera, pois forma uma camada que impede que a radiação solar, refletida pela superfície em forma de calor, se dissipe no espaço. Isto garante as condições de temperatura e clima necessários para a existência de vida no planeta Terra.

Atualmente, existe excesso de dióxido de carbono na atmosfera. O excesso deste gás resulta essencialmente da queima de combustíveis fósseis, como os derivados do petróleo, gasolina e diesel, carvão natural e gás natural, principalmente usados no setor industrial e de transporte.

Este aumento da quantidade de dióxido de carbono está intimamente ligado ao aquecimento global, pois este gás é capaz de absorver parte da radiação infravermelha emitida pela Terra, evitando que esta escape para o espaço, o que resulta num aumento significativo da temperatura.

O dióxido de carbono é frequentemente obtido como subproduto de diversas reações químicas industriais, como por exemplo, a fermentação alcoólica na fabricação do álcool comum e das bebidas alcoólicas, a decomposição de carbonatos, entre outros.

No que diz respeito às aplicações do dióxido de carbono, este gás é muito usado em bebidas carbonatadas para lhes dar efervescência, característica desse tipo de bebidas. Por não ser condutor de energia, é muito usado em extintores de incêndio para isolar o oxigénio do combustível. Também é muito usado para a regulação do pH de águas de aquários. Além disso, é utilizado como anestésico em animais que vão para abate.

O dióxido de carbono, quando inalado em grande quantidade, pode provocar irritações nas vias respiratórias, vómitos, náuseas e até mesmo morte por asfixia.

A temperaturas inferiores a -78⁰C, o dióxido de carbono passa do estado gasoso para o estado sólido e recebe o nome de gelo seco, pois este nome deve-se ao facto deste gás não se tornar líquido passando diretamente da fase gasosa para a fase sólida.

959 Visualizações 1 Total

References:

Chang, R., «General Chemistry», McGraw-Hill, 4º Ed., 1990.

959 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.