Massa Molar

Conceito de Massa Molar

A massa molar, representada por M, indica a massa por quantidade de matéria. A massa molar é expressa em g/mol.

Para calcular a massa molar de um elemento tem que se saber a massa atómica relativa desse mesmo elemento. Esta informação pode ser encontrada na tabela periódica dos elementos. Seguidamente tem que se multiplicar a massa atómica relativa do elemento pela constante da massa molar, ou seja, 1 g/mol. Isto converte unidades de massa atómica (u.m.a.) em g/mol.

Exemplo: Cálculo da massa molar do carbono (C)

Pela tabela periódica, a massa atómica relativa do carbono é 12,011.

Multiplica-se a massa atómica relativa do carbono por 1 g/mol e obtém-se 12,011 g/mol.

Então tem-se que a massa molar do carbono é 12,011 g/mol. Matematicamente escreve-se M (C) = 12,11 g/mol.

Caso se pretenda calcular a massa molar de um composto terá que se saber, primeiramente, o número de átomos de cada elemento que compõe o composto.

Depois tem que se encontrar a massa molar de cada elemento separadamente, isto é, multiplicar a massa atómica relativa do elemento pela massa molar constante (1 g/mol) e pelo número de átomos do elemento no composto.

Por fim somam-se as massas molar de cada elemento que constitui o composto e isto vai determinar a massa molar do mesmo.

Exemplo: Cálculo da massa molar da glicose (C6H12O6)

O primeiro passo é saber a fórmula química da glucose, ou seja, C6H12O6. Isto significa que a glicose contém 6 átomos de carbono, 12 átomos de hidrogénio e 6 átomos de oxigénio.

Pela tabela periódica sabe-se as massas atómicas relativas para cada um dos elementos e, multiplicando cada uma dessas massas atómicas relativas por 1 g/mol e pelo número de átomos de cada elemento fica-se a saber a massa molar de cada um desses mesmos elementos.

A massa atómica relativa do carbono é 12,011. Então a massa molar do carbono será 12,011 x 1 g/mol x 6 = 72,066 g/mol.

A massa atómica relativa do hidrogénio é 1,0079. Então a massa molar do hidrogénio será 1,0079 x 1 g/mol x 12 = 12,0948 g/mol.

A massa atómica relativa do oxigénio é 15,9994. Então a massa molar do oxigénio será 15,9994 x 1 g/mol x 6 = 95,9964 g/mol.

Assim, a massa molar da glicose vai ser 72,066 g/mol + 12,0948 g/mol + 95,9964 g/mol= 180,1446 g/mol.

Matematicamente fica M(C6H12o6) = 72,066 g/mol + 12,0948 g/mol + 95,9964 g/mol = 180,1446 g/mol.

Posto isto, conclui-se que a massa molar de um elemento químico ou de uma substância é numericamente igual à massa atómica relativa desse mesmo elemento químico ou dessa mesma substância.

Então conhecendo-se a massa atómica relativa de um elemento ou dos elementos constituintes de uma substância sabe-se a sua massa molar expressa em g/mol.

1938 Visualizações 1 Total
1938 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter