Copérnico

Quem foi Nicolau Copérnico

copernicoNicolau Copérnico (Torum – Prússia Real, 19 de fevereiro de 1473 – Frauenburgo – Prússia Real, 24 de maio de 1543) foi um astrónomo e matemático polaco, tornado célebre pela sua teoria heliocêntrica do Sistema Solar, em oposição à teoria vigente na altura que defendia que a Terra era o centro do Universo. Além de astrónomo, era também cónego da Igreja Católica e desenvolveu atividades na área da medicina e do direito.

Nascido no seio de uma família próspera de Toruń, nas margens do Vístula, na Polónia, Copérnico desde muito cedo se interessou pela astronomia. Estudou direito e medicina em Itália, tendo voltado à Polónia onde foi eleito cónego do capítulo da Catedral de Frauenburgo, muito graças à influência do seu tio Lucas que era bispo de Ermland. Enquanto cónego, a principal função de Copérnico era servir como médico e secretário pessoal de Lucas, o que lhe deixava muito tempo para outras atividades como por exemplo a economia. Mas a sua atividade predileta era a astronomia, gosto que lhe vinha desde que comprara uma cópia das Tábuas Afonsinas escritas em Toledo durante o reinado de Afonso X, rei de Leão e Castela.

Como astrónomo amador, Copérnico foi ficando cada vez mais obcecado com o movimento dos planetas, tendo estudado obras astronómicas publicadas desde a antiguidade grega, incluindo a vasta obra de Ptolomeu. O movimento irregular dos planetas que tanto intrigava os astrónomos desde a antiguidade, tinham sido alvo de intensos trabalhos que os procuram explicar. Um dos trabalhos mais completos e complexos foi o de Ptolomeu que, sem abandonar a Teoria Geocêntrica (que considerava a Terra como o centro do Universo), arranjou uma série de artifícios extremamente complexos para explicar os movimentos irregulares dos planetas, nomeadamente ‘epiciclos’, ‘defentes’, ‘equantes’ e ‘excêntricos’. E a uma das grandes falhas do modelo de Ptolomeu (que resistiu por 14 séculos) e que chamou a atenção de Copérnico foi exatamente a sua grande complexidade.

Após intensa investigação e estudo de obras antigas, Copérnico escreve o seu primeiro trabalho (Commentariollus, em português ‘Pequeno Comentário’), escrito à mão e nunca formalmente publicado e que por volta de 1514 circulou por um número muito restrito de pessoas. Nesse trabalho, com apenas 20 páginas, Copérnico abalou um dos alicerces da astronomia com a ideia mais radical sobre o Universo em mais de 1000 anos: a ideia de que o Sol era o centro do Universo e não a Terra como defendia a Teoria Geocêntrica. No centro desta ideia (que se passou a chamar Teoria Heliocêntrica ou Heliocentrismo) estavam sete axiomas, nomeadamente:

  1. Os corpos celestes não têm um centro comum;
  2. O centro da Terra não é o centro do Universo;
  3. O centro do Universo está perto do centro do Sol;
  4. A distância entre a Terra e o Sol é insignificante quando comparada com a distância às estrelas;
  5. O movimento diário aparente das estrelas é o resultado da rotação da Terra sobre o seu próprio eixo;
  6. A sequência anual aparente de movimentos do Sol é o resultado da translação da Terra à volta do Sol; todos os planetas giram em torno do Sol;
  7. O movimento retrógrado aparente de alguns planetas é explicado meramente pela nossa posição como observadores numa Terra móvel.

Consciente do problema religioso que as suas conclusões provocariam, apenas em 1540 permitiu a difusão sumária impressa da sua teoria. As ideias de Copérnico, expostas completamente em 1543, confirmadas matemática e experimentalmente por Galileu e por Kepler, constituem um dos grandes pontos de viragem na história do pensamento humano.

255 Visualizações 2 Total
255 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo