Acelerador de Partículas

Um acelerador de partículas é um aparelho que permite transmitir velocidades extremamente elevadas às partículas sub-atómicas e partículas elementares e é utilizado no estudo da estrutura e constituintes da matéria.

Os aceleradores de partículas são constituídos por uma fonte que produz partículas carregadas (electrões, protões, iões, etc), de um dispositivo acelerador que lhes transmite energia e de um sistema que as guia no seu trajecto e depois as dispara sobre um alvo (que podem ser outras partículas que circulam em sentido inverso).

Além do estudo dos constituintes básicos da matéria, os aceleradores são também utilizados na química para estudo de moléculas, na indústria, na medicina e até mesmo em alguns aparelhos domésticos como é o caso dos televisores com tubos de raios catódicos. Nos aceleradores de partículas de maior dimensão, utilizados na  física experimental, as elevadas energias alcançadas permitem também reconstituir as condições existentes algumas fracções de segundo após o “big-bang”.

Actualmente, o maior e mais conhecido acelerador de partículas do mundo é o Large Hadron Collider – LHC instalado no CERN, junto à fronteira entre a França e a Suiça, o qual possui um túnel circular com 27 quilómetros de perímetros. Outro importante acelerador de partículas é o RHIC (Relitivistic Heavy Ion Collider) instalado no Laboratório Nacional de Brookhaven, em Upton, Nova York. Uma referência ainda para o Acelerador Linear de Electrões e Positrões, o ILC (International Linear Collider), um projecto à escala mundial que permitirá chegar a novas aproximações sobre a constituição do Universo e seu funcionamento, o qual será instalado junto ao LHC, estimando-se a sua entrada em funcionamento para 2015.

1080 Visualizações 1 Total
1080 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter