Legenda

Noção, utilização e criação de legendas

legenda

Legenda é uma informação escrita que ajuda a identificar e compreender uma imagem, mapa, filme, etc.

 

Genericamente, legenda é o pequeno texto que acompanha as imagens de um filme, programa, espetáculo, fotografia, mapa, entre outros elementos visuais. O seu objetivo pode ser a tradução de um conteúdo ou simplesmente a explicação ou a informação sobre algo que se está a ver, conferindo-lhe assim um significado.

 

Onde se usam legendas?

As legendas são muito usadas em mapas e também na tradução de textos e diálogos de filmes, acompanhando os mesmos em sobreposição, normalmente na zona inferior da película.

Igualmente na área do jornalismo se utilizam amiúde legendas: são os textos que aparecem imediatamente abaixo ou ao lado (ou até em cima) de uma fotografia. A legenda visa identificar, contextualizar e acrescentar alguma informação ao leitor, relativa à matéria em causa.

 

Como escrever legendas em jornalismo?

 

Descrição

A regra mais importante no que toca à elaboração de uma legenda é descrever, ou seja, dizer resumidamente ao leitor o que significa ou o que está a acontecendo na imagem ou figura. No caso de se tratar de uma tabela ou gráfico, a legenda deve ser capaz de falar sobre as variáveis em causa, explicando, por exemplo, o que representam as barras num gráfico.

 

Concisão

Toques de humor ou desejos de mostrar sapiência devem ser delegados para outros tipos de textos. As legendas devem ser sérias (excetuando em publicações humorísticas). Além disso, devem ser breves, objetivas e concisas. E por concisão entende-se também o seu tamanho: uma legenda deve ser uma frase, apenas. E nem precisa de ser uma frase completa, se conseguir atingir o seu objetivo em poucas palavras, melhor.

 

Pontuação

Em legendas não há a necessidade de colocar pontuação. Todos os recursos em excesso, como ponto, ponto de interrogação, reticências e ponto de exclamação devem ser evitados. Já o uso de dois pontos é recomendável – dentro da legenda – se for um elemento facilitador da compreensão da mesma.

 

Verbos

Os verbos das legendas devem estar, sempre que possível, no tempo presente e na voz ativa.

 

Como criar legendas em cinema?

Os profissionais desta área costumam trabalhar com softwares específicos para colocar as legendas em filmes e outros géneros de comunicação audiovisual. Mas antes disso, recorrem muitas vezes a tradutores, pois as legendas de vídeos são normalmente traduções do que se ouve, noutra língua.

Relativamente ao software, deve fornecer as posições exatas onde cada legenda deve aparecer e desaparecer de modo a permitir que se coloquem os textos nos sítios exatos. Esses marcadores baseiam-se, normalmente, em código de tempo (timecode), se for um trabalho para medias eletrónicos, como televisão, vídeo, DVD, ou baseiam-se na duração do filme (em centímetros e quadros) se as legendas forem utilizadas para filmes de cinema tradicional. O arquivo de legenda final é usado para adicionar as legendas à imagem, diretamente na imagem ou embutidas no intervalo vertical e, posteriormente, em sobreposição à imagem pelo utilizador final com a ajuda de um descodificador externo ou um descodificador embutido no televisor. Em alternativa, as legendas podem ser convertidas para TIFF (Tagged Image File Format) ou BMP (Bitmap) e posteriormente sobrepostas sobre a imagem pelo equipamento do utilizador final.

De ressalvar que as legendas também podem ser criadas por qualquer pessoa através de softwares livres disponíveis na Internet para criação de legendas ou ainda recorrendo à ajuda de ferramentas com base no browser que permitem a legendagem de vídeos.

 

Como fazer legendas em mapas?

A legenda dos mapas assenta em três principais tipos de símbolos: pontuais, lineares e zonais. Esses símbolos cartográficos são escolhidos a partir de critérios específicos, como a demarcação de áreas, a necessidade de pontuar elementos ou de pesquisar por localidades em geral.

Os símbolos lineares são normalmente utilizados para identificar elementos naturais ou artificiais cujo item mais importante é a extensão, e não a largura, como ruas, estradas, ferrovias, etc.

Os símbolos pontuais são utilizados para identificar localidades, ou seja, cidades em mapas de escala pequena, mas também casas e endereços, entre outros. Podem também ser utilizados pontos ou ícones específicos, por exemplo o símbolo de um avião para designar um aeroporto.

Os símbolos zonais são utilizados para indicar áreas ocupadas, quando a largura e a extensão são importantes, por exemplo regiões com diferenças naturais no relevo, na vegetação, etc.

Estes tipos de legendas nos mapas podem-se fazer acompanhar de outros elementos de identificação, tais como perfis de cores que estabelecem distinções, como acontece em mapas de relevo, onde as altitudes maiores são mais escuras e as menores mais claras, mas no mesmo tipo de cor.

144 Visualizações 1 Total
144 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo