Análise estrutural (em estratégia prospetiva)

Apresentação do conceito / significado de Análise Estrutural (no contexto da análise prospetiva). As fases de um processo de Análise Estrutural…

analise-estrutural

Conceito de análise estrutural

No contexto de análise e formulação estratégica, a análise estrutural designa uma das fases das metodologias de análise propetiva e que consiste numa técnica de análise de sistemas organizacionais e sociológicos que, através da decomposição do sistema em subsistemas, permite detetar relações menos evidentes entre variáveis, internas e externas à organização, podendo assim ajudar a reconhecer o que de outra forma não era percetível. A análise estrutural tem como grandes objetivos: (i) ajudar uma equipa de trabalho, geralmente heterogénea em termos de interesses, competências e idelogias, a ter uma visão sistémica e comum do problema em estudo; (ii) e servir de controlo para certo tipo de análises espontâneas propostas por determinados grupos com tendência para privilegiar fatores emblemáticos.

É possível interligar a análise estrutural, a análise estratégica de atores e o método dos cenários, sendo ambas as três fases que integram uma mesma realidade – a análise prospetiva.

.

Etapas da análise estrutural

Um processo de análise estrutural é composto pelas seguintes etapas:

  1. Levantamento/identificação de todas as variáveis e atores fundamentais no sistema, quer sejam variáveis internas (endógenas), quer externas (exógenas).
  2. Análise retrospetiva (da evolução passada) e análise atual do sistema, de forma a identificar os agentes da mudança, ou seja, os fatores que construirão futuro.
  3. Revisão da listagem preliminar de variáveis e dos atores envolvidos e início da elaboração de uma matriz de análise estrutural, cruzando as variáveis para identificar a influência de cada uma sobre as restantes e identificando as variáveis-chave (explicativas, de ligação, de resultado ou autónomas).

De sublinhar que, na análise estrutural, o mais relevante não é tanto a análise em si mas o processo que a põe em marcha, permitindo a apropriação por parte do grupo de trabalho de todo um processo de aprendizagem. Apelando à participação ativa de todos os atores na identificação das variáveis do sistema, é possível enriquecer substancialmente os resultados da análise estrutural. Obviamente que não será razoável que sejam os próprios atores a efetuar o preenchimento da matriz de análise estrutural, pois tornar-se-ia pouco eficaz. Contudo, constituir um painel de atores e apelar à sua colaboração na identificação das variáveis que lhes parecem ser as mais importantes, poderá ser uma forma da equipa confrontar e avaliar o seu recenseamento.

Após a fase da análise estrutural, segue-se a análise da estratégia dos atores, duas das etapas do Método dos Cenários, como instrumentos que podem contribuir para uma maior participação por parte dos atores sociais e(ou) como apoio à tomada de decisão.

334 Visualizações 1 Total
334 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo