Abordagem Sistémica da Gestão

Conceito de Abordagem Sistémica da Gestão

A Abordagem Sistémica da Gestão (ou Teoria de Sistemas) surgiu, juntamente com a Abordagem Contingencial, na sequência da detecção de diversas limitações das escolas de gestão anteriores, nomeadamente as Escola Clássica e a Escola Comportamental.

O pressuposto que serviu de base à Abordagem Sistémica da Gestão foi o de que, numa organização, as pessoas, as tarefas e a gestão são interdependentes e são componentes de um sistema que é a própria organização; tal como num sistema orgânico, qualquer mudança numa das partes afecta obrigatoriamente as restantes. Este sistema pode ser entendido como um conjunto de elementos, dinamicamente relacionados afim de atingir um objectivo específico através da actuação sobre dados, informação, energia, trabalho, matéria-prima e capital financeiro (inputs) por forma a fornecer informação, energia e produtos ou serviços (outputs).

Além de identificar a organização como um sistema, a Abordagem Sistémica foi ainda mais longe ao considerá-la como um sistema aberto a influências de e para o exterior. Daqui surge uma nova forma de pensamento para identificação dos problemas e suas causas e avaliação do impacto das diversas alternativas de solução.

Dois dos principais nomes da Abordagem Sistémica são Daniel Katz e Robert Kahn que dedicaram grande parte da sua obra ao estudo das organizações como um sistema social.

84 Visualizações 1 Total
84 Visualizações