Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  História do Brasil
  •  História de Angola
  •  História de Moçambique
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

BCE – Banco Central Europeu

Apresentação do BCE – Banco Central Europeu; principais objetivos e principais funções e atribuições do BCE…

BCE - Banco Central Europeu

O que é o BCE – Banco Central Europeu?

O BCE – Banco Central Europeu é o Banco Central dos 19 países da União Europeia que adotaram o euro como moeda nacional. É uma instituição oficial da União Europeia e constitui o cerne do Eurosistema e do Mecanismo Único de Supervisão (MUS), sendo o seu objetivo principal manter a estabilidade de preços na designada Zona Euro e, desse modo, preservar o poder de compra da moeda única e o seu valor relativamente a outras moedas.

.

Funções, atribuições e princípios de funcionamento do BCE

O BCE desempenha um conjunto alargado de atividades em estreita cooperação com os bancos centrais nacionais dos países da Zona Euro e, no que respeita à supervisão bancária, com as autoridades de supervisão nacionais dos países participantes no Mecanismo Único de Supervisão.

Assim, e tendo em conta o referido, são funções e atribuições principais do BCE (as quais estão definidas no Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia e especificadas no Protocolo relativo aos Estatutos do Sistema Europeu de Bancos Centrais e do Banco Central Europeu) as seguintes:

  • a definição e execução da política monetária da área do euro, sempre com o objetivo primordial de assegurar a estabilidade dos preços;
  • a realização de operações cambiais através de diverso tipo de intervenções concertadas ou não com outros Bancos Centrais;
  • a detenção e gestão das reservas oficiais dos países da área do euro (gestão das carteiras de ativos de reserva e de fundos próprios) de forma a garantir a liquidez necessária para eventuais operações cambiais;
  • a promoção do bom funcionamento dos sistemas de pagamentos liquidação de títulos, operando um sistema de pagamentos de grandes montantes em euros, o TARGET2, bem como um mecanismo que possibilita a utilização transfronteiras de ativos de garantia, o CCBM.
  • a supervisão prudencial das instituições de crédito estabelecidas nos Estados‑Membros participantes, funções que exerce no âmbito do Mecanismo Único de Supervisão, composto pelo BCE e pelas autoridades nacionais competentes.

Além destas, o BCE tem ainda diversas outras funções, nomeadamente: (i) o tem o direito exclusivo de autorizar a emissão de notas na área do euro; (ii) a recolha (em conjunto com os Bancos Centrais Nacionais), junto das autoridades nacionais ou diretamente junto dos agentes económicos, a informação estatística de que necessita para o cumprimento das atribuições do SEBC; (iii) garantir a estabilidade e supervisão financeiras, contribuindo para a boa condução das políticas desenvolvidas pelas autoridades competentes no que se refere à supervisão prudencial das instituições de crédito e à estabilidade do sistema financeiro; (iv) a cooperação internacional e europeia através de relações de trabalho que mantém com instituições, organismos e fóruns, a nível da UE e mundial, relevantes no âmbito das atribuições cometidas ao Eurosistema.

Estas funções do BCE são exercidas com base nos seguintes princípios:

  • Responsabilidade, independência, credibilidade e proximidade dos cidadãos na Europa: No Eurosistema e no Mecanismo Único de Supervisão, atribui-se grande importância à credibilidade e à responsabilização, existindo padrões elevados de transparência e respeitando os requisitos de confidencialidade aplicáveis.
  • Identidade partilhada, papéis e responsabilidades bem definidos e boa governação: No Eurosistema e no Mecanismo Único de Supervisão, visa-se reforçar as identidades partilhadas de todos os membros, num quadro em que todos os membros têm papéis e responsabilidades bem definidos.
  • Boas práticas na supervisão bancária; igualdade de tratamento e de condições: No Mecanismo Único de Supervisão, alinha-se o quadro de supervisão europeu, combinando-a com as abordagens nacionais, a fim de criar um quadro de boas práticas para a supervisão bancária em todos os Estados-Membros participantes, tirando partido da perspetiva de conjunto de todas as instituições. O Mecanismo Único de Supervisão assegura o cumprimento do conjunto único de regras e dos princípios e práticas de supervisão aplicáveis, garantindo, assim, a igualdade de tratamento e de condições para todas as instituições supervisionadas.
  • Abordagem assente no risco e proporcionalidade.
276 Visualizações 2 Total

References:

Website do Banco Central Europeu: https://www.ecb.europa.eu/ecb/orga/html/index.en.html

276 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo