Escola de Glasgow

A Escola de Glasgow, foi um importante centro de divulgação das artes, do design e da arquitectura moderna no final do século XIX e início do século XX.

A Escola de Glasgow, influenciou principalmente a arquitectura e devido à sua rejeição das artes do passado, desenvolveu um novo tipo de planeamento dos edifícios, que ao contrário da Arte Nova, rejeitava a ornamentação, as volumetrias não racionais e os ornamentos disfuncionais. A estrutura ortogonal do ferro dava uma maior resistência e abriu os espectros de possibilidades arquitectónicas, mas também permitiu uma melhor organização das plantas.  

No final do século XIX, Glasgow era uma cidade industrial líder na Europa, sendo, efectivamente, a sexta maior cidade europeia.

A Escola de Arte de Glasgow foi fundada em Janeiro de 1845 e foi uma das primeiras escolas promovidas pelo governo e focado em criatividade e design para apoiar a indústria país. Ela foi originalmente fundada como Escola de Governo do Projecto de Glasgow e situou-se em 12 Ingram Street. Mais tarde, em 1869, mudou-se para as Galerias McLellan. Em 1885, sob a direcção de Francis Newbery, a escola cresceu tanto que foi necessário a construção de um novo edifício.

Por volta de 1890, a Escola de Arte de Glasgow havia-se estabelecido como um centro dinamizador ao nível da pintura contemporânea e artes decorativas, sob a direcção de Francis Newbery, o seu influente director.

No início do século XX, a Escola foi organizada em quatro departamentos: Arquitectura, Desenho e Pintura, Desenho e Arte Decorativa, Modelagem. Os cursos foram reavaliados e renomeados, novos cursos foram introduzidos a fim de desenvolvimentos em tecnologias e métodos de ensino.

Newbery enfatizava que o desenho era extremamente importante para as bases da arquitectura e design. Sob o “Curso Nacional de Instrução”, o currículo que foi compulsório até os anos de 1880, estudantes de arquitectura aprenderam perspectiva e desenho técnico, copiando várias formas de ornamento e estudando os componentes de estilos clássicos.

Com o relaxamento das regras e o currículo finalmente deixando de ser compulsório em 1901, Newbery foi capaz de introduzir uma nova aproximação, baseado na ideia de desenho de Ruskin como observação directa da natureza, uma representação da realidade aparente ao invés de uma análise dissecada da estrutura.

A partir disso, a história da Escola está indissociavelmente ligada à Charles Rennie Mackintosh.

Charles Rennie Mackintosh, um antigo aluno da Escola e formado na tradição de Morris e da Arts and Crafts, foi o protagonista do apelidado “estilo de Glasgow ou escola de Glasgow” nas artes. Junto com ele, artistas e designers como Margaret e Frances Macdonald, Herbert MacNair, George Walton, Ann Macbeth e Jessie King introduziram uma abordagem mais controlada e menos floral ao desenho de peças em metal, madeira, vidro, bem como aos têxteis e ilustrações, contrastando com os seus colegas europeus do movimento Arte Nova.

Esta associação informal é conhecida como The Glasgow Four (Os quatro de Glasgow). A arquitectura desenvolvida por Mackintosh é uma evolução dos estilos locais vernáculos e emprega delicados detalhes desenvolvidos pelos seus companheiros, dentro do espírito da ‘estética total’ do Arts & Crafts.

Junto com George Henry Walton, os ’Quatro’ projectam os interiores do The Willow Tearooms(Salas de chá do ‘O Salgueiro’), na Buchanan Street, em Glasgow, entre 1897 e 1904. O trabalho inclui a reforma da fachada, o projecto da ambientação, móveis e utensílios e de detalhes como portas, vitrais, painéis, espelhos, lâmpadas e candeeiros, tecidos e cortinas. Ou seja, o tratamento da identidade visual de modo integrado, em que a rosa estilizada, marca do grupo, aparece em várias situações.

Um dos projectos mais importantes de Mackintosh é a House for an Art Lover (Casa para um amante da Arte), desenvolvido com Margaret entre 1889 e 1901, cuja construção é empreendida somente em 1989, muito tempo após a morte do arquitecto. Também merece referência a Hill House (Casa da Colina), construída em Helensburgh, em 1902, que aplica muitas ideias desenvolvidas na House for an Art Lover.

Mackintosh foi arquitecto, desenhista, artista e ex-aluno. Anunciou o nascimento de um novo estilo na arquitectura europeia do século XX com seus projectos para o novo edifício da escola de arte a pedido do director Francis Newbery em 1885, financiado em grande parte por doações privadas. Projecto desenvolvido entre 1897 e 1909.

2096290_11c9eebf

Glasgow School of Art

A Escola de Glasgow, projectada por Mackintosh, se caracteriza pela fachada, de grande simplicidade estrutural e planos rectilíneos, é marcada pelas enormes janelas, inusitadas na época. Com esta simplicidade racional contrasta nitidamente com o ‘arranjo artístico’ da parte central assimétrica e volumétrica, com o portal enquadrado por relevos decorativos, de forma Arte Nova.

A 24 de Maio de 2014, um terrível incêndio que deflagrou na Escola de Arte de Glasgow e embora uma parte significativa do icónico edifício tenha sido destruída, incluindo a sua importante biblioteca de arte e arquitectura, os serviços de inspecção revelaram que 90% da estrutura é ainda viável.

A Escola de Arte de Glasgow (GSA) é a mais importante instituição universitária privada da Escócia, nas áreas da arquitectura, design e belas artes.

Embora uma parte significativa da estrutura do edifício possa ser recuperada e cerca de 70% dos trabalhos existentes no seu interior não tenham sido destruídos, uma futura reabilitação poderá ser um processo complexo e demorado, dada a natureza histórica do edifício e o tipo de danos tipicamente causados pelo fogo.

529 Visualizações 4 Total

References:

BILLCLIFFE, Roger. Charles Rennie Mackintosh and the Art of the Four. Frances Lincoln Adult, 2017

BUCHANAN, William & MACKINTOSH, Charles Rennie. Mackintosh’s Masterwork: The Glasgow School of Art. Rutgers University Press, 2004

FRAMPTON, Kenneth. HISTÓRIA CRÍTICA DA ARQUITETURA MODERNA. 1ª ed. Martins Fontes.  São Paulo, 1997

529 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo