Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

 

Saxofone

Saxofone: composição do instrumento, família e desenvolvimento desde a sua invenção, em meados do século XIX.

Conceito

O saxofone é um instrumento musical pertencente à família dos instrumentos de sopro, de corpo metálico. Embora fabricado a partir do metal, possui uma mecânica muito semelhante à do clarinete e da flauta, sendo composto por um tubo cónico (como o do oboé), com orifícios controlados por chaves, e uma boquilha de metal ou resina à qual se acopla uma palheta única.

Esta constituição, um pouco meio-termo entre os instrumentos de metal e os instrumentos de madeira, levanta, tradicionalmente, questões quanto à sua categorização. A própria sonoridade do saxofone é um intermédio: extremamente flexível, liga quer com as madeiras, quer com os metais, tem a suavidade da flauta, a riqueza das cordas e a estridência metálica dos metais. No fundo, vai ao encontro dos desejos do seu inventor, Antoine-Sax, que patenteou a sua criação em Paris, no ano de 1846.

Saxofone

A família de saxofones é extensa. Dentro dos sete instrumentos originalmente produzidos, encontram-se o sopranino, o soprano, o alto, o tenor, o barítono, o baixo e o contrabaixo. São todos instrumentos versáteis, transpositores, que oscilam alternadamente entre o mi bemol e o si bemol, que se escrevem na clave de sol na segunda linha. O inventor do instrumento tinha em mente a produção de um saxofone mais grave que o contrabaixo, o subcontrabaixo, mas tal acabou por não ocorrer. Foi, no entanto, fabricado recentemente, 2012, em Munique, por Benedikt Eppelsheim, e já faz parte, por exemplo, da família de banda militar dos saxofones. Outros instrumentos foram desenvolvidos posteriormente, noutros registos.

O percurso do instrumento

Ao contrário da grande parte os instrumentos musicais, o saxofone surgiu em meados do século XIX sem antecessores directos conhecidos. A sua invenção deveu-se ao sonho do músico e construtor de instrumentos belga Antoine Joseph Sax, conhecido pelo nome Adolphe Sax, em desenvolver um instrumento que pelas características do seu timbre e sonoridade se aproximasse dos instrumentos de corda, mas com uma maior projecção sonora.

Adolphe Sax, após várias experiências, apresentou pela primeira vez o novo instrumento no seu país natal, a Bélgica, em 1841. Posteriormente, apresentou-o em Paris, em 1844, com o auxílio do compositor Hector Berlioz, que promoveu um concerto para a sua demonstração, arranjando inclusive uma das suas obras para saxofone. Em Junho de 1846, foi registada a patente do saxofone, que facilmente se enquadrou no panorama musical da época, dado que preenchia uma espécie de secção intermédia entre os metais e as madeiras.

O aperfeiçoamento técnico dos saxofonistas deveu-se muito, nesta fase inicial, à divulgação do novo instrumento pelos músicos militares, na sequência da introdução do saxofone nas bandas militares Belgas após decreto governamental. O próprio inventor contribuiu largamente para a disseminação do saxofone, ao tornar-se professor principal da classe de saxofone no conservatório de Paris, em 1857, formando cerca de 150 alunos. Adicionalmente, fundou uma editora de música, encomendando muitas obras para o novo instrumento. Compositores como Singelée, Demerssemen, Savari e Arban escreveram variadíssimas obras para saxofone nesta fase.

A profusão do saxofone sucedeu-se, então, um pouco por todo o lado, especialmente a partir de 1870. A patente de Sax já havia expirado e muitas empresas e fabricantes começaram a produzir o instrumento e a experimentar modificações.

As circunstâncias económicas da I Guerra Mundial levaram à venda de muitos saxofones, a custo muito baixo. Deste modo, tornaram-se uma aquisição muito procurada pelos soldados norte-americanos colocados em França. Ao mesmo tempo, a destruição da guerra levou ao desaparecimento de dois terços de mão de obra especializada na sua construção. Este contexto permitiu aos Estados Unidos intensificarem e aperfeiçoarem a sua própria produção de saxofones. O saxofonista Rudy Wiedoeft teve, aqui, um papel fundamental ao trocar o violino e o clarinete pelo saxofone na década de 1910, tornando-se um virtuoso do instrumento. O seu estilo, fortemente influenciado pelo ragtime, construiu a ponte para o jazz, onde o instrumento se instalaria permanentemente. Grandes músicos da história do jazz notabilizaram-se no saxofone, entre os quais, Coleman Hawkins, Charlie Parker, Sidney Bechet, John Coltrane, Stan Getz, Gerry Mulligan, Lester Young, etc.

Não é correcto, contudo, ceder à ideia generalizada de que o saxofone é um instrumento de jazz dado que muita música sinfónica, de qualidade, foi escrita para o instrumento, além de não ser justo para com o contexto da sua invenção e desenvolvimento inicial. Berlioz, Meyerbeer, Bizet, Massenet, Saint-Säens e outros orquestraram para saxofone. Debussy, Ibert, Milhaud, Villa-Lobos e Eric Coates escreveram obras semelhantes a concertos para saxofone e orquestra. Vaughan Williams usou-o brilhantemente em «Job» e nas suas sexta e nona sinfonias.

 

186 Visualizações 1 Total

References:

Bandas Filarmónicas (nd). O Saxofone. Em https://www.bandasfilarmonicas.com/bandas-site/wp-content/uploads/cpt_instrumentos/pdf/O-Saxofone.pdf

Kennedy, M. (1994). Dicionário Oxford de Música. Publicações Dom Quixote.

Marques, M. & Lopes, E. (2013). O Género Musical na Identidade dos Instrumentos: o saxofone no século XX. Em https://dspace.uevora.pt/rdpc/bitstream/10174/9357/1/Eduardo%20Lopes.pdf

186 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo