Acompanhamento

O conceito de acompanhamento em música.

Conceito

O termo acompanhamento pode, em música, ser interpretrado de dois modos diversos.

Por um lado, designa um conjunto de elementos vocais e instrumentais subordinados a uma parte principal, realçando-a pelo seu carácter expressivo, rítmico ou harmónico. Tem, portanto, uma função de apoio rítmico e harmónico a uma linha solista vocal ou instrumental. Partindo desta premissa, salienta-se a presença de um executante principal (seja um cantor, um violinista, um pequeno grupo de músicos, etc.), apoiado de forma secundária pela execução de outro músico ou músicos (muito tipicamente, um pianista), podendo aplicar-se também à orquestra ou ao órgão em relação a um coro ou a uma ópera ou concerto.

Contudo, este não corresponde ao significado original da palavra, o qual não englobava este sentido de subserviência. Aliás, no século XVIII títulos como «Sonata para cravo com acompanhamento de violino» eram comuns e não colocavam um instrumento em primazia relativamente a outro. De igual modo, observe-se a parte para piano de canções de compositores como Schubert, Wolf, Strauss, Fauré, que têm a mesma importância da parte para a voz. Foi assim que, no século XX, se desenvolveu a arte do acompanhamento ao piano por artistas como Gerard Moore, Benjamin Britten, entre muitos outros.

27 Visualizações 1 Total

References:

Kennedy, M. (1994). Dicionário Oxford de Música. Publicações Dom Quixote.

27 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter