Stendhal

Olhar sobre a vida e a obra do escritor francês Stendhal

Stendhal (1783 – 1842), pseudónimo de Henri-Marie Beyle, foi um importante escritor francês.

Depois de uma infância pautada pela amargura, dado que a sua mãe falecera quando tinha apenas sete anos e que a sua relação com o pai não era amistosa, Stendhal iniciou os seus estudos na área da matemática, os quais abandonaria para se juntar às guerras da revolução e do Império lideradas por Napoleão. Neste contexto, pôde descobrir a Itália, cuja arte e paisagens marcaram tão profundamente a sua sensibilidade, que, anos mais tarde, decidiu partir para Milão. Foi, então, nesta cidade que se lançou na sua carreira literária, redigindo as suas primeiras obras, a saber «Vies de Haydn, Mozart et Métastase» (1814), «Histoire de la Peinture en Italie» (1817) e «Rome, Naples et Florence» (1817).

Insurgindo-se contra Victor Hugo, Stendhal afirmou-se enquanto mentor do romantismo liberal, publicando, então, «De l’Amour» (1822), «Racine et Shakespeare» (1823) e «Armance» (1827), a sua primeira tentativa de romance.

Seguiram-se obras como «Le Rouge et le Noir» (1830) ou «La Chartreuse de Parme» (1839)

O estilo de Stendhal caracteriza-se por ser seco e realista, tratando as suas personagens com precisão e profundidade e atribuindo-lhes grande riqueza psicológica e uma sensibilidade peculiar. Neste sentido, afirmou-se como o precursor do romance psicológico, mas foi, sobretudo, um romancista moderno com uma visão já realista.

9 Visualizações 1 Total
9 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.