Arte Moderna

A definição da definição e entendimento do que é Arte Moderna, tem sido objecto de múltiplas interpretações: ora a Arte Moderna é tomada como a arte produzinda durante o Período Moderno, ou seja, a arte que surge com o renascimento, ora é entendida como a arte do século das luzes, ou então como a arte que, no século XIX, quebra com os cânones da academia para vir a propor um complexo processo de roturas nas vanguardas do século XX.

A História da Arte recente assume frequentemente esta ultima opção, tomando como Arte Moderna aquela que se desenha e se expressa a partir do Impressionismo para vir a desenvolver-se até ao cubismo, o movimento Dada e as vanguardas russas das primeiras três décadas do século XX.

Basicamente, a Arte Moderna é um termo que se refere ao Periodo que engloba grande parte  das expressões artísticas surgidas no final do século XIX, e que se estenderam até a metade do século XX.

Sucedendo ao Romantismo e ao Realismo, o Período da Arte Moderna começou-se a ramificar através dos artistas do Impressionismo, que dedicavam-se em retratar cenas exteriores da vida quotidiana, como paisagens e pessoas.

O período da Arte Moderna engloba as vanguardas europeias do início do século XX, entre os principais movimentos e correntes artísticas da Arte Moderna, podemos encontrar:

  • o Impressionismo
  • o Pós-impressionismo
  • o Fauvismo
  • o Cubismo
  • a Escola de Paris
  • o Neoplasticismo
  • o Expressionismo
  • o Surrealismo
  • o Concretismo
  • o Futurismo
  • a Pop Art

Arte moderna ou modernismo, foi um movimento cultural é artístico que atingiu todas as artes e que ficou marcado pela ruptura com a tradição na procura de novas expressões: formais, técnicas e estéticas, que melhor correspondessem ao progresso e aos novos gostos que as sociedades ocidentais (industriais, capitalistas, burguesas e consumista).

Em oposição às formas clássicas, a arte moderna surgiu no final do século XIX em várias expressões artísticas como, por exemplo, pintura, escultura, literatura, arquitectura, fotografia e música. Embora não haja consenso sobre a datação deste período, muitos especialistas em arte consideram que o movimento vai até a década de 1970.

A Modernidade foi um período de transformações vertiginosas e caóticas, que ficou marcada pela efemeridade e sensação de fragmentação da realidade. A arte moderna foi influenciada pela Revolução Industrial, pelas máquinas a vapor, o aumento das velocidades, pela fotografia, o cinema, o avião, os estudos da mente e do psíquico entre outros elementos que contribuíram para a mudança do pensamento e das atitudes.

Piet_Mondriaan,_1930_-_Mondrian_Composition_II_in_Red,_Blue,_and_Yellow

Neoplasticismo – Piet Mondrian, Composição II em Vermelho, Azul e Amarelo, 1930

A arte moderna foi o primeiro período artístico que abrangeu novas formas de se fazer arte, como a fotografia e o cinema, que surgiram com a Revolução Industrial.

Os chamados artistas modernistas, da primeira metade do século XX, acreditavam que as formas “tradicionais” das artes plásticas e da vida organizacional e quotidiana tornaram-se totalmente ultrapassadas. Devia-se “criar” uma nova cultura, com o objectivo de transformar as características culturais e sociais já estabelecidas, substituindo-as por novas formas de expressão e novas visões.

A partir da nova concepção da modernidade cultural e após o declínio do pensamento iluminista, a ideia de “destruição criativa” passa a ser uma condição essencial da modernidade, e os artistas são os principais protagonistas dessa época. Os artistas passariam a sentirem-se responsáveis de representar e definir a essência a humanidade.

O modernismo é, em termos gerais, uma formulação artística que tenta pensar e avaliar as condições de uma prática moderna na arte, construindo diversos caminhos artísticos que se propõem testar os limites da própria prática e expressão artística.

Considerado a priori como uma iniciativa eminentemente europeia, a Arte Moderna foi introduzida nos Estados Unidos da América durante a I Guerra Mundial, quando um número de artistas, principalmente franceses, fugiu do conflito e se refugiaram no continente novo.

64 Visualizações 1 Total

References:

Museu de Arte Moderna de São Paulo – http://mam.org.br/

Museu Coleção Berardo – http://pt.museuberardo.pt/

ARGAN, Giulio Carlo. Arte moderna: do iluminismo aos movimentos contemporâneos. Companhia das Letras. São Paulo, 1992

FRASCINA, Francis, BLAKE, Nigel, FER, Briony. Modernidade e modernismo: a pintura francesa no século XIX. Cosac & Naify. São Paulo, 1998

GOMBRICH, E. H. A história da arte. 15ª ed. Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro, 1993

GREENBERG, Clement. Arte e cultura – ensaios críticos. Introdução Rodrigo Naves. Ática. São Paulo, 1996

64 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo