Arcadismo

Arcadismo é uma escola literária que surgiu na Europa no século XVIII, em contraposição ao Barroco.

Arcadismo é uma escola literária que teve início no século XVIII, na Europa. Ele é chamado também de setecentismo e neoclassicismo. O nome Arcadismo se refere à Arcádia, uma localidade campestre do Peloponeso, na Grécia. A Arcádia era vista pelos adeptos dessa escola literária como um ideal poético de inspiração.

Essa escola literária tem como principal característica a exaltação da natureza e tudo que estiver relacionado a ela. Há um sentimento pastoril e bucólico no Arcadismo, uma crítica à burguesia, aos nobres e ao clero. Os poetas do Arcadismo cultuam o homem ligado à natureza em uma oposição ao homem corrompido pela sociedade.

Em relação ao Barroco, escola literária anterior ao Arcadismo, ele apresenta uma linguagem muito mais simples. Há uma oposição aos exageros e rebuscamentos barrocos. As temáticas desenvolvidas no Arcadismo são ordinárias, comuns ao ser humano, como amor, morte, solidão, sofrimento.

arcadismo

As representações mais comuns da literatura árcade apresentam um pastor que se vê abandonado pela amada. Era normal, inclusive, que os autores se identificassem com esses pastores e até mesmo adotasse pseudônimos de pastores gregos e latinos.

Os poetas do Arcadismo fazem um retorno aos modelos clássicos renascentistas e da antiguidade greco-romana. É por esse motivo que essa escola é chamada também de neoclássica. Os árcades tinham a crença de que a arte era uma mimese da natureza, em consonância com a tradição clássica, por isso havia uma forte presença de mitologias pagãs e frases em latim.

Os poetas se inspiraram na frase fugere urbem, de Horácio, e no conceito de bom selvagem, de Rousseau, para criar os fundamentos da escola. Voltaram-se para uma vida simples, bucólica, pastoril em meio à natureza. Eles, entretanto, viviam nos centros urbanos e eram burgueses, o que tanto criticavam. Por isso o uso de pseudônimos.

Arcadismo em Portugal e no Brasil

Em 1756 iniciou-se oficialmente o Arcadismo em Portugal. O evento que marcou o início do movimento foi a fundação da Arcádia Lusitana, lugar em que os artistas e intelectuais da época se reuniam para discutir e refletir sobre Arte.

O Arcadismo português tinha como principal lema a frase em latim Inutilia truncat, que significa acabar com as inutilidades. O ideal era acabar com todos os rebuscamentos e as excentricidades do Barroco. Os principais árcades portugueses foram Barbosa du Bocage e António Dinis da Cruz e Silva.

No Brasil, o fato que inaugurou o Arcadismo foi a fundação da Arcádia Ultramarina, em 1768. Além disso, Cláudio Manuel da Costa publicou Obras poéticas. Ainda que o Arcadismo brasileiro não tenha sido tão desenvolvido quanto o europeu, constituiu a primeira geração inteiramente literária do Brasil.

Os principais nomes árcades brasileiros são Cláudio Manuel da Costa, Santa Rita Durão, Basílio da Game e Tomás Antônio Gonzaga. As temáticas no Brasil centravam-se na valorização da história colonial, no nacionalismo, no nativismo e na luta pela independência do país.

24 Visualizações 1 Total

References:

De Nicola, José (1998). Literatura brasileira. Das origens ao nossos dias 15ª ed. São Paulo: Scipione.

24 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo