Perífrase

Definição de “perífrase”

Definição de “perífrase”

A perífrase é um recurso expressivo que consiste em dizer/escrever com muitas palavras aquilo que se poderia dizer/escrever com poucas, ou com apenas uma.

Neste sentido, a perífrase permite evitar repetições num texto ou, ainda, valorizar uma determinada característica da realidade que é evocada.

Se, por um lado, é utilizada na linguagem oral do quotidiano para referir algo que é do conhecimento geral como, por exemplo, “cinema” enquanto “sétima arte”, “leão” enquanto “o rei dos animais”, ou Nova Iorque enquanto “a cidade que nunca dorme”, por outro também é empregue na literatura ou na música como um ornamento e, muitas vezes, para que a poesia ou as canções possam rimar. Deste modo, as perífrases traduzem um pensamento mais elaborado, o que revela o lado culto e erudito de muitos compositores, escritores ou poetas: veja-se, a título de exemplo, o caso de Luís de Camões que, n’ «Os Lusíadas», escreve o “neto gentil do velho Atlante” para designar Mercúrio, ou “ocidental praia lusitana” para designar Portugal.

Outros exemplos de perífrases:

  • “a língua de Shakespeare” (para designar o inglês)
  • “[…] mesmo que o dia esteja forrado de cinza e chumbo e água desprendida dos olhos lacrimejantes do céu.” (para designar um dia escuro e chuvoso)
125 Visualizações 2 Total

References:

Camões, Luís de. Os Lusíadas. Porto: Porto Editora, 1996

Honrado, Alexandre. Sentados no Silêncio. Porto: Ambar, 2000

125 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo