A Viagem de Chihiro

A Viagem de Chihiro é um filme japonês realizado por Hayo Miyazaki em 2001. Foi o primeiro não falado em inglês a vencer o Óscar de Melhor Filme de Animação.

Enredo de A Viagem de Chihiro

“A Viagem de Chihiro” (“Sen to Chihiro no kamikakushi”, na versão original, e “Spirited Away”, em inglês) conta-nos a história de Chihiro, uma rapariga de 10 anos, que contra a sua vontade, é obrigada a mudar-se de casa, devido a um novo emprego do pai. Durante a viagem, a jovem percebe que o seu pai, o condutor, perdeu-se no caminho e acabam, ela e os pais, por ir parar a um túnel, aparentemente sem fim, guardado por uma misteriosa estátua.
Curiosos, os pais de Chihiro optam por aventurar-se túnel adentro. Pouco depois, embora contrariada e receosa, a rapariga decide segui-los, altura em que se depara numa cidade sem qualquer habitante, sendo que os seus pais decidem comer um prato estranhamente recheado de comida de uma das casas abandonadas.
Enquanto Chihiro explora a cidade, encontra um rapaz Haku, que a informa que tem rapidamente de se ir embora. Preocupada, ela tenta demover os pais a sair da cidade, mas quando finalmente parece consegui-lo, estes começam a transformar-se em porcos, deixando-a sozinha num mundo fantasma, povoado por todo o tipo de seres fantásticos (desde bruxas, a fantasmas, dragões e monstros).
Durante a jornada por se libertar a si e aos seus pais da cidade, é obrigada a lutar, como uma adulta, para conseguir sobreviver, sendo que, no fim, é a sua amabilidade e espírito de luta que acabam por fazer com que Chihiro cumpra os seus objetivos.

Importância e análise crítica de “A Viagem de Chihiro”

A viagem de Chihiro pode ser interpretado como uma alegoria à auto-descoberta, ao equilíbrio entre a natureza e o ser humano e ao amadurecimento, mas sem a perda da inocência e bondade, do ser humano, num filme muito apreciado pelos críticos, tanto pela história como pela sua arte visual, numa altura em que a animação japonesa (conhecida como anime) ainda não era muito popular na cultura ocidental.

Em 2002, tornou-se no primeiro filme não falado em inglês a vencer o Óscar de Melhor Filme de Animação, feito nunca mais alcançado, e venceu ainda a mesma categoria (na versão inglesa comparada aos Óscares) Os Bafta, onde também foi nomeado para a categoria Melhor Filme Estrangeiro.

Nos sítios online conhecidos pela sua apreciação crítica a filmes, teve 8.6 em 10 pontos possíveis no IMDB (Internet Movie Database), 96 no Metacritic (este dedicado unicamente à apreciação dos críticos) e 97% no”tomatómetro” do Rotten Tomatoes.

A positiva e marcante reação mundial acabou por ser determinante para a ocidentalização dos filmes de animação japonesa, vulgo conhecidos como animes, embora estes não sejam um género mas sim um meio semelhante/ quase idêntico aos desenhos animados, também conhecidos como filmes de animação. No IMDB, é considerado pelo público votante como o 28º melhor filme de sempre e é o melhor cotado de entre os de animação.

O próprio realizador, Hayo Myiazaki, já anteriormente reconhecido entre apreciadores de cinema principalmente por “Porco Rosso – O Porquinho Voador” (1992) e “A Princesa Mononoke” (1997), ganhou um estatuto de “realizador de culto” e acabou por ver os seus anteriores filmes ainda mais consagrados, bem como os seus posteriores, com particular incidência para “Castelo Andante” (2004) e “As Asas do vento” (2013), ganharem outro estatuto e, inclusive, serem candidatos ao Óscar de Melhor Filme de Animação.

No entanto, vale lembrar que, em a “Viagem de Chihiro”, Myiazaki não trabalhou sozinho, sendo auxiliado por Kirk Wise, realizador de “A Bela e o Monstro” (1991), primeiro filme de animação a ser candidato ao Óscar de Melhor Filme e único até hoje a consegui-lo com apenas cinco candidatos nessa categoria.

23 Visualizações 3 Total

References:

Spirited Away, Metacritic. Disponível em: http://www.metacritic.com/movie/spirited-away?ftag=MCD-06-10aaa1c. Consultado a 07/06/2018

Spirited Away, IMDB. Disponível em: https://www.imdb.com/title/tt0245429/?ref_=ttawd_awd_tt. Consultado a 07/06/2018

Spirited Away, Rotten Tomatoes. Disponível em: https://www.rottentomatoes.com/m/spirited_away/. Consultado a 07/06/2018

23 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo