Fallingwater House

Fallingwater House, Casa da Cascata (em Português) ou ainda, Casa Kaufmann (nome da família do seu primeiro proprietário), é considerada uma das casas mais famosas do mundo e um dos principais símbolos e representantes da Arquitectura Orgânica ou Organicismo. A Fallingwater House é uma obra arquitectónica, que representa uma perfeita combinação entre arte, arquitectura e natureza envolvente.

A Fallingwater House, é uma obra da autoria do excepcional arquitecto Frank Lloyd Wright, considerado o melhor arquitecto americano, figura chave da arquitectura orgânica, um desdobramento da arquitectura moderna que se contrapunha ao International style europeu. Wright acreditava que a arquitectura não era só uma questão de habilidade e criatividade, mas deveria transmitir felicidade.

Fallingwater House

Fallingwater House

O edifício foi desenhado em 1934 e construída em 1936, no meio dum bosque, no interior duma propriedade da família, localizada a sudeste de Pittsburgh, Estados Unidos da América. O proprietário era Edgar J. Kaufmann, um importante homem de negócios, que desejava ter uma nova residência de verão da família para usufruir da natureza e da calma com a família. Kaufmann decidiu encomendar a obra a Frank Lloyd Wright, depois das muitas recomendações do filho Edgar Jr., que tinha sido aluno de arquitectura de Wright.

Wright desenhou uma casa que estava muitos anos à frente do seu tempo, em termos de material, no uso do espaço, e na integração com o meio ambiente que a rodeia. A Casa da Cascada foi desenhada e construída, totalmente integrada com o curso de água que passa pela propriedade e servindo-se dos elementos naturais ali presentes (como pedras, vegetação e a própria água) como constituintes da composição arquitectónica. Assim como várias outras obras de Wright, foi construída com materiais experimentais para a época. Também podemos notar toda a admiração de Wright pela arquitectura japonesa, com a integração à natureza e na sensibilidade nas divisões dos espaços.

Frank Lloyd Wright desejava que os futuros moradores estivessem em permanente contacto com a natureza e que vivessem em harmonia com ela, queria que podessem sentir a força com que cai e passa o riacho de água, não visualmente, mas através do som que se produz, percorrendo toda a casa.

O projecto da casa reflecte nos seus desenhos, uma forte inspiração do seu entorno natural, das rochas, das árvores, do leito do riacho e da própria cascata. Na obra predominam as grandes varandas projetadas a cascata, que permitem apreciar uma vista das montanhas e das árvores; eos muros de pedra que se integram com a pedra do próprio local e criam uma atmosfera protegida, quase de caverna. Neste projecto Wright pode expressar o seu pensamento sobre a arquitectura “orgânica” definida por ele como sendo apropriada para o tempo, o lugar e o homem.

“Uma arquitectura orgânica significa nem mais nem menos, uma tendência de inspiração orgânica onde a natureza e o seu envolvimento. Os ideais orgânicos na arquitectura refutam as regras impostas pelo esteticismo e pelo mero bom gosto, assim como a gente a quem pertencerá esta arquitectura refutará as imposições que estão em desacordo com a natureza e o carácter do homem.” – Frank Loyd Whright.

Fallingwater House2

Fallingwater House

Wright acreditava que uma casa, que a arquitectura deveria tornar-se parte integrante da paisagem. Estudou o local sob todos os pontos de vista, antes de fazer a audaciosa proposta de construir a casa no lado do penhasco. A própria cascata seria invisível do interior, mas totalmente integrada à planta da casa. Todos os ambientes possuem algum tipo de ligação com o entorno, inclusive, na sala de estar, existe uma escada que dá acesso directo ao riacho.

O projecto da Fallingwater é um feito impressionante, em termos de invenção, e um dos conceitos mais originais e revolucionários da história da arquitectura.

A casa, a partir de 1964 foi transformada em museu, onde é possível visitá-la. A casa da cascata é uma da mais importante obras de arquitectura da América, o edifício mais importante em termos arquitectónicos, é famoso internacionalmente, sendo visitada a diários por pessoas que chegam de todas as partes do mundo.  

26 Visualizações 1 Total

References:

BACH, Ira C (org.). Chicago´s Famous Buildings. Chicago/Londres: The University of Chicago Press, 1980

DeLONG, David G. (org.). Frank Lloyd Wright and the Living City. Exhibition catalogue. Weil am Rhein, Alemanha / Milão, Itália: Vitra Design Museum / Skira Editore, 1998

HITCHCOCK, Henry-Russell. The Buildings of Frank Lloyd Wright – In the Nature of Materials, 1887-1941. Nova York: Da Capo, 1973 (revised edititon), orig. edition Duell, Sloan and Pearce, 1942

PFEIFFER, Bruce Brooks & NORDLAND, Gerald, editors. Frank Lloyd Wright in the Realm of the Ideas. Carbondale, Illinois: Southern Illinois University, 1988

RILEY, Terence e REED, Peter (org.). Frank Lloyd Wright Architect. Exhibition catalogue. Nova York: MoMAThe Museum of Modern Art New York, 1994

SCULLY, Vincent. American Architecture and Urbanism. Nova York: Praeger Publishers, 1976

TAFEL, Edgar. About Wright – An Album of Recollections by those who knew Frank Lloyd Wright. Nova York: John Wiley and Sons, 1999

26 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo